Bolsas de estudo

De forma a dar continuidade ao nosso trabalho na Fonte da Prata e aumentar o número de crianças, jovens e famílias que possam vir a beneficiar do apoio que a Fundação Santa Rafaela Maria oferece, lançamos a Campanha Bolsas 2017-2018. As Bolsas serão constituídas a favor do Tasse e do Serviço Integrado de Respostas (SIR), feito através do Programa de Apoio…

Apostolado paroquial

No Bairro da Fonte da Prata, a pastoral paroquial traduz-se em múltiplas atividades: catequese inicial para as crianças do bairro, acompanhamento do grupo de Catequistas, participação na equipa da catequese de adultos (na Igreja Paroquial de Alhos Vedros)... A comunidade dinamiza também a Eucaristia na Capela da Nossa Senhora da Paz, as celebrações do Tríduo…

Colaboração com a Academia UBUNTU

A Academia UBUNTU é um projeto do IPAV – Instituto Padre António Vieira -, de inspiração inaciana, que procura formar jovens provenientes de contextos socialmente desfavoráveis ou com aptidão para trabalhar nesses contextos, com o objetivo de poderem vir a desenvolver projetos de inovação e empreendedorismo social ao serviço da comunidade. Numa primeira fase, os…

Colaboração com a PAR – Plataforma de Apoio aos Refugiados

A PAR – Plataforma de Apoio aos Refugiados –, iniciativa do Instituto Padre António Vieira,é uma plataforma de organizações da sociedade civil portuguesa para o apoio aos refugiados que procuram, juntas, uma solução para uma das maiores crises humanitárias desde a II Guerra Mundial. Conscientes da necessidade de uma resposta urgente e concertada, nós, Escravas,…

Colaboração com a CAVITP – Comissão de Apoio às Vítimas de Tráfico de Pessoas

Como resposta ao Decreto de Justiça Paz e Integridade da Criação da Congregação Geral XIX, que nos pede que colaboremos com outras organizações na defesa da vida e da cultura da paz, participamos, em Lisboa, na Comissão de Apoio às Vitimas do Tráfico de Pessoas (CAVITP). Esta comissão nasceu em 2006 da CIRP (Conferência dos Institutos Religiosos…

Colaboração com as ES.PE.RE

As ESPERE – Escolas de Perdão e Reconciliação – são uma proposta de trabalho comunitário através da qual os participantes são ajudados a fazer uma leitura ética dos sentimentos de ressentimento provocados por agressões recebidas. Trabalhando diretamente os sentimentos de raiva, ódio, rancor e desejos de vingança – em grupos de 10 a 15 pessoas, guiados por um…